O que é Odinismo?

Introdução

Não existe um termo geral para fé germânica como há por exemplo para a celta, que pode ser generalizada como celticismo. Talvez se houvesse seria germanismo, mas esse termo já foi esgotado por uma experiência política negativa do começo do séc XX. Ásatrú é um termo e um movimento estritamente islandês. Não dá conta de movimentos que não tenha ligação com a criação do monge cristão Snorri Sturluson. Muito menos dos que não tem ligação alguma com a fé islandesa. Tampouco com movimentos que tenham raízes na Odinist Felowship, e sigam os ensinamentos de Else Christensen. Isso será brevemente demonstrado a seguir.

Então, o que é Odinismo?

Essa é uma pergunta bastante difícil de responder. Mesmo procurando na internet as informações são confusas e diversas. E isso não se restringe apenas a sites e blogues em português. Páginas como Odinia International contribuem ainda mais para a desinformação. Mesmo que, acredite eu, eles estejam sendo sinceros ao reproduzir o que realmente pensam do Odinismo.

Vamos começar com um conceito básico, para trabalhar com ele durante o resto da explanação:

Odinismo é a crença nos deuses germânicos, no qual Odin é a figura central.

Pronto, temos uma definição, mas ok, ela não deixa as coisas muito claras. Quem são os germânicos? Quem são os deuses dos germânicos? Odinista só cultua Odin? vamos por partes. Essas e outras perguntas serão respondidas ao longo do texto.

Quem são os povos germânicos?

Essa é uma pergunta que merece uma futura postagem. Não será possível responder em um tópico de texto, talvez nem mesmo em um texto específico possa ser completamente elucidada. E este texto não pretende ser longo e entedioso. Ainda Não. Mas vamos às respostas.

Os povos germânicos, também chamado de Teutônicos, são os povos falantes das línguas germânicas.

Povos germânicos ou germanos são um grupo etno-linguístico indo-europeu originário do norte da Europa e identificado pelo uso das línguas indo-europeias germânicas que se diversificaram do proto-germânico durante a Idade do Ferro pré-românica. I Do verbete Germanics na Enciclopédia Britânica Online em www.britanica.org

Ou seja. os germânicos são uma série de tribos que compartilham das línguas e culturas germânicas. Um povo de origem indo-europeia, descendentes de uma cultura que os arqueólogos chamam de cultura da cerâmica Cordada mais ou menos no sul da Suécia. Mas o que? Indo-Europeus, Cerâmica Cordada? o que é tudo isso? vamos com calma, isso tudo será respondido em outras postagens.

Dos Proto Indo Europeus às tribos

Por enquanto vou resumir. Imagine que no final do paleolítico um povo inventou a agricultura, dando início a uma revolução técnica. Esta revolução ficou conhecida como Revolução Neolítica. Este povo começou a se expandir mais rápido que os demais, fazendo com que vários grupos migrassem procurando mais terras para plantar. Ele é desconhecido da história, apenas estudado através de um modo comparativo linguístico, por isso não tem nome. Mas como é deles que descendem todos os povos (ou quase) que existem de Portugal à Índia. Este povo é conhecido como Proto- Indo-Europeu (como você já tem essa informação, daqui em diante chamaremos de PIE).

Imagine que este povo tenha migrado para o sul da Escandinávia e lá encontrou terras para plantar. Este é o povo que a arqueologia chama de Cultura da Cerâmica Canelada. Seria precipitação chamá-los de proto germânico, visto que esse é um termo linguístico, mas foram eles que se tornaram o povo que ficou conhecido assim. Então, tenha em vista um povo tribal dividido em clãs, estes clãs (sendo uma família alargada) divididos em famílias. Estes clãs cresciam e se dividiam da tribo original, e formavam novas tribos que foram também se dividindo. O que deu origem aos povos germânicos como conhecemos no século V no início da era das invasões. No quadro ao lado pode se ter uma noção dos troncos linguísticos dos germânicos e suas divisões tribais.

Os germânicos, que cerca de 1 800 a.c. migraram da Escandinávia e se expandiram, até que no século V já haviam se estabelecido na atual Alemanha aos leste do rio Reno, toda Escandinávia e até o Baixo Danúbio. Também são conhecidos como povos bárbaros. Aqueles mesmo vândalos, visigodos, ostrogodos, suevos, etc que causaram a queda de Roma.

Quem eram os deuses dos Germânicos?

ce1a76ab6a4ec1eef7dbe8d38ca8f88d O que é Odinismo?Os germânicos tinham uma infinidade de deuses, embora exista uma estrutura básica do panteão, haviam divindades locais, regionais, familiares. Isso pra não falar que eram o que os cientistas atuais da religião classificam como animistas, embora o termo esteja equivocado, visto que o Animismo se refira a religiões imanentes, i.e. acreditem que tudo possui Anima a alma. Os germânicos não acreditavam que a pedra e a cachoeira eram divindades, mas acreditavam que divindades poderiam morar nestes lugares. Certo, estou tangenciando a pergunta. Vamos retomar esta questão mais adiante.

Os germânicos acreditavam em várias classes, ou família de deuses. Talvez a mais importante (e, possivelmente por isso menos acessível) eram os Aesíres, a mais antiga família de deuses, que governavam a guerra, o comércio mas não apenas isso. Junto dos Aesires (e em pá de guerra) estavam os Vanires, deuses da fertilidade da paz e da abundância. Haviam também os Alfr, hoje conhecidos como Elfos. Além dessas haviam muitas outras famílias, como os Jotun os Landaettir. isso será mais explanado no futuro. Mas creio que as divindades mais importantes você conheça. Odin, Thor, Frigga, Freyja, etc.

Então, todos que acreditam nesses deuses são Odinistas?

Não. Nem todos. Hoje há muitas variantes  e tradições da fé germânica. Asatru, Irminismo, Theodismo, Forn sed, Urglaawe, Fyrnsidu, Troth, Dankwasiduz, etc. Mas não se intimide, apesar dos nomes difíceis, com o tempo você se acostuma. Cada um desses teve um momento na história recente de criação, divisão, ou de um simples insight que gerou um novo caminho. Alguns dizem que são todos a mesma coisa, e a primeira vista, parecem. Entretanto um olhar mais de perto pode lançar luz sobre muitas diferenças, desde práticas distintas a visões totalmente dispares de quase tudo. Vamos, apenas para este texto, evidenciar as diferença somente entre Odinismo e Asatru, visto que são as mais confundidas das duas.

Este é um tema que com certeza, muito em breve terá um artigo próprio neste site, já que também é impossível averiguá-lo profundamente neste tópico.

Asatru

Asatru é um movimento cultural islandês criado por Sveinbjörn Beinteinsson na década de 70, que buscava uma retomada da cultura islandesa pré cristã. A base do Asatru são as eddas, em prosa e poética. Seu foco era a sociedade viking, sobretudo a dos Vikings da Islândia, é um movimento puramente islandês. Desde as vestimentas, a forma como adotam os nomes dos deuses, a língua que usam na liturgia, a crença no Ragnarok.

Asatru não pode ser tribalista, visto que e baseado na sociedade distrital islandesa. Todas as suas referências são os Vikings islandeses. Ok os islandeses são germânicos, mas a Islândia já nasceu depois do início da desconfiguração das crenças. Na verdade, no início da era viking a cultura germânica já estava diluída. Ok isso não é um problema, e não há nada de errado em você querer reconstruir o “paganismo” islandês misturado já com cristianismo pelo menos desde a época de Carlos Magno. Mas os Odinistas não buscam nada disso.

Odinismo da Odinist Church ao Odinist Study Group

O odinismo moderno é um pouco mais antigo que a Asatru. Remonta pelo menos os Anos 30, quando Alex RudMil criou na Austrália a Odinist Church, ou a igreja odinista, sei que o nome é meio suspeito, mas pense que ele não tinha um estudo muito avançado ainda sobre as idiossincrasias da cultura germânica. a Odinist Church se tornou depois a Odinist Felowship ou a Irmandade Odinista.

A primeira vez que se usou o termo Odinismo foi através do escritor Orestes Brownson em 1848. Mas só se tornou mais popular por Alexander Rud Mills. O odinismo foi revonhecido como fé no mundo inteiro quando a dinamarquesa Else Chistensen fundou o The Odinist Study Group em 1970.

Odinistas cultuam apenas Odin?

Este é um dos mitos mais comuns. O de que Odinismo é a escolha de cultuar apenas Odin. Nada mais infundado. Na verdade, enquanto Ásatrúarmenn costumam escolher uma divindade tutelar com a qual devem se dedicar mais para o resto da vida, odinistas não o fazem. Odinistas acreditam que devem manter em equilíbrio todos os deuses, mesmo os mais controversos e sombrios. Todos eles fazem parte da composição do universo e do ser.

Odinismo é mais político que Ásatrú?

Este é um mito mais chato, pois existem bases que o sustentam. Mas uma pesquisa breve logo mostra que isto não é verificável. O Odinismo teve grupos políticos de direita no seu início. O Asatru também teve. Mas ambos se afastaram disso em algum momento. Mas nem todos os grupos. Aliás, as principais organizações racistas hoje são Asatru, como a AFA e a COE. Mas o Odinismo paga por um estereótipo e uma confusão.

Else Christensen foi da juventude do partido Nacional Socialista. Mas ela também foi Nacional Bolchevique, Strasserista, e por último anarco sindicalista.

Na velhice Else lutou pela inclusão na religião, contra uma organização cristã racista. O Odinist Study Group foi uma organização anti racista, mas até hoje o Odinismo é confundido pela associação de Else na juventude.

A confusão acontece por conta de termos também.

Odinist, Wotanist e Odalist

Desde que o odinismo passou a se posicionar contra grupos de direita e neonazis, passaram a surgir grupos com nomes parecidos. Acredito que seja uma forma de continuar perto do termo. Muitas vezes esses grupos também usam o termo Odinist, como é o caso da Odinia International. Mas deve ser apenas fruto da ideia de que odinismo seja um termo geral para a fé germânica. As vezes eles usam asatru também. Hoje é muito comum ver grupos odinistas afirmarem ser apolíticos. Mas se você se depara com alguém Wotanista ou odalista, eles com certeza são neonazis ou conservadores políticos de algum tipo. O odinismo paga por ter um nome parecido.

Notas finais

Espero que este artigo tenha servido para clarificar um pouco as questões sobre o odinismo. Eu sei que ele não cobre todas as questões aqui apresentadas. Ele é um artigo basilar, em cima do qual trabalharei mais profundamente os pontos aqui e os expandirei no futuro.

Espero que seja possível entender que odinismo e Asatru são duas coisas. E que Não é correto chamar um Odinista de Ásatrú. Assim como não se deve chamar nenhum desses dois de Wotanista ou Odalista.

Por fim, peço desculpas pela escassez de referências. Com o desenvolvimento dos temas aqui apresentados em outros artigos, será feita uma linkagem de cada parte. E os próximos artigos certamente terão mais referências.

Referências   [ + ]

I. Do verbete Germanics na Enciclopédia Britânica Online em www.britanica.org

3 pensamentos em “O que é Odinismo?”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *